Obra vai garantir segurança para moradores da Vila São João Batista

O período chuvoso deste ano será muito mais tranquilo para 21 famílias que residem na Vila São João Batista, na região de Venda Nova. O motivo é a obra de eliminação de risco geológico que está sendo realizada pela Prefeitura, por meio da Companhia Urbanizadora e de Habitação de Belo Horizonte (Urbel), na Rua Clotilde Ribeiro Costa. As intervenções, que incluem 180m2 de muros de contenção, 1000 m2 de proteçao de encostas e 150m de drenagem, foram iniciadas em fevereiro de 2018 e, em breve, trarão segurança para os moradores, já que a conclusão da obra está prevista para o próximo mês de setembro.

O engenheiro fiscal da obra, Evandro Furtado, explica que o local foi avaliado com situação de risco alto, oferecendo perigo para as famílias. “A equipe da Diretoria de Áreas de Risco e Assistência Técnica da Urbel já monitorava essa região que possui dez casas acima da encosta e outras onze abaixo dela. E essa obra apresenta um conjunto de ações preventivas muito importantes para evitar acidentes graves e preservar vidas, assegurando proteção para todos que residem nesse local”, disse. Ele acrescenta, ainda, que foi possível realizar o empreendimento sem a necessidade de remoção das famílias, que puderam permanecer em suas casas durante as intervenções.

Felisberto Alves e Lúcia Assunção não escondem a satisfação de ver um desejo antigo se concretizando. Há 28 anos, o casal mora em uma das casas que ficam no pé da encosta e durante todo esse tempo eles conviveram com o medo das chuvas. “Uma vez o barranco caiu e quebrou nosso banheiro todo. Com dois meninos pequenos a gente não conseguia dormir um segundo. Ficávamos na parte de trás vigiando qualquer aguinha que caía e rezando para um dia isso acabar. Quando vieram aqui nos falar que o problema ia ser resolvido, eu nem acreditei. Agora que já está quase terminando, vi que Deus me ouviu”, conta Lúcia.

Antes da obra ser iniciada, os moradores fizeram um mutirão para ajudar a limpar a área. A Prefeitura forneceu caçambas para a comunidade, que se organizou e retirou galhos, madeiras, objetos e outros entulhos para facilitar o trabalho da equipe. Moradora do local há treze anos, Clícia Oliveira foi uma das voluntárias. “Assim como outras pessoas, eu ajudei bastante. Retiramos muito, mas muito lixo mesmo. Tinha até sofá e fogão velho no meio de tudo. Vamos ver se agora o pessoal fica mais consciente. Afinal, essa obra é muita boa para todos nós. Pode chover à vontade que, finalmente, vamos poder dormir em paz”, disse.

Segundo a supervisora de Monitoramento, da Diretoria de Áreas de Risco e Assistência Técnica da Urbel, Patrícia Figueiredo, o empreendimento da Vila São João Batista é uma conquista significativa para a comunidade e para a empresa. “Essa obra mostra o resultado de mais um trabalho da equipe, por meio do Programa Estrutural em Áreas de Risco (Pear), que atua há 24 anos em vilas e favelas da cidade, com vistorias, monitoramentos, remoções, obras e outras ações para prevenir o risco geológico. Temos orgulho desse Programa que, a cada ano, vem beneficiando milhares de moradores de Belo Horizonte”, avaliou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here