Brechós atraem cada vez mais consumidores

Roupas a preço de banana são chamariz para consumidores / Foto: Pixabay

Em tempos de desemprego lá nas alturas, é no ambiente digital que muitas pessoas estão descobrindo alternativas para ganhar uma graninha enquanto estão fora do mercado de trabalho ou até mesmo descobrindo uma nova “profissão”.

Foi o caso de Roselaine Aparecida Carneiro, dona do Brechó da Rose, que vende roupas e sapatos seminovos pelo Instagram. “Decidi abrir o brechó por estar desempregada e vendo que muitas coisas em meu guarda-roupa e nos das minhas amigas poderiam ser vendidas. Vi uma forma de tirar uma grana e desapegar daquilo que estava parado”.

Espaço físico

Há dois anos nesse segmento on-line, Vivian Melo, do Brechó Bela Dama, decidiu abrir um show room para que os clientes pudessem ver de perto os itens oferecidos.

“Comprar roupas em brechó não é só uma questão de estilo, é também uma forma de reutilizar e reaproveitar materiais. Em tempos de economia criativa, sustentabilidade e inovação, os brechós fazem parte de um novo modelo de consumo cada vez mais em alta, além de permitir preços mais acessíveis”, comenta Vívian.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here