Congresso Internacional de Capoeira atrai lutadores de todo o mundo para BH

Foto: Leci Almeida

Redação Vetor Norte online

De 11 a 15 de julho, Belo Horizonte será sede da primeira etapa do Congresso Internacional de Capoeira 2018. Serão cinco dias de atividades, entre palestras, aulões, trocas de graduação, apresentações culturais e lançamentos de livros. Além de pessoas vindas de 30 cidades de Minas Gerais, são esperados participantes dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Pará e de países como Lituânia, Bielorrússia, Espanha, Rússia, Estados Unidos, México, Polônia e Angola, com expectativa de público de duas mil pessoas.

O evento acontece a cada dois anos e reúne mestres, professores e alunos praticantes da Capoeira. A organização é da Fundação Internacional Capoeira Artes das Gerais (FICAG), com o apoio da Prefeitura de Belo Horizonte e da Secretaria de Estado da Cultura. A fundação é comandada pelo Mestre Museu, com sede na capital mineira e alunos espalhados por todo o mundo.

O destaque do evento é a programação de sábado, 14, que acontece na Serraria Souza Pinto (avenida Assis Chateaubriand, 809 – Centro). As atividades se iniciam às 8h30, com um aulão aberto, e seguem até o fim da tarde, todas gratuitas e abertas ao público.

De acordo com Professor Ieié, um dos organizadores do evento, a atividade tem grande potencial turístico e consolida a cidade de Belo Horizonte como um polo de promoção dessa tradição pelo mundo. “A capoeira é um esporte tradicionalmente brasileiro, reconhecido como patrimônio da humanidade. Há praticantes dessa luta no mundo inteiro. Através do Congresso e do trabalho do Mestre Museu, Belo Horizonte tem recebido pessoas em busca de ensinamentos durante todo o ano”, salienta.

A diretora de Políticas para as Juventudes da Prefeitura de Belo Horizonte, Paola Abreu, salienta a importância das parcerias com a sociedade civil. “Tal articulação com a sociedade civil é de extrema importância para a construção de políticas públicas para as juventudes em Belo Horizonte, pois fomenta a construção de espaços de aproximação, diálogo e escuta entre os cidadãos e o Poder Público”, afirma a gestora.

A segunda etapa do Congresso acontecerá de 18 a 21 de julho, em Paracuru, no Ceará.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here