Fundação Clóvis Salgado aumenta vagas para a Escola de Música do Cefart em 2019

Fundação Clóvis Salgado (FCS) está ampliando e reestruturando o curso de Música do Centro de Formação Artística e Tecnológica (Cefart). Funcionando anteriormente como um curso livre, quando os alunos não recebiam qualquer certificado que comprovasse sua qualificação profissional, a partir de 2019 a escola terá uma nova base de formação para os estudantes com a criação do curso Técnico em Instrumento Musical e em Canto, paralelamente à manutenção do curso básico.

Para o próximo ano, o número total de vagas para o curso Básico de Música será de 540. Já o curso Técnico disponibilizará 68 vagas. No total, a Escola de Música contará com 608 vagas já para 2019.

As inscrições para ambos os cursos estão abertas até 4 de dezembro e todo o processo está detalhado no site da FCS (www.fcs.mg.gov.br). O valor da inscrição é de R$ 55,00, com vencimento em 7/12/2018.

Os interessados deverão observar os pré-requisitos para cada um dos cursos, como escolaridade e experiência pregressa na área de interesse. As provas específicas serão realizadas no período de 14 a 20 de dezembro. Desde 2015, todos os cursos do Cefart são gratuitos.

De acordo com o diretor do Cefart, Vilmar Souza, essa ampliação do curso de Música representa um importante avanço na formação artística da FCS.

“A reformulação da Escola de Música é um passo importante para o Cefart. Formamos profissionais nas áreas das Artes Cênicas, da Dança, Artes Visuais e da Tecnologia do Espetáculo, mas os estudantes de música cumpriam, apenas, um protocolo de aprendizado. Agora, com a criação do curso profissionalizante em música, também oferecemos ao mercado profissionais dessa área, com formação e certificação de qualidade”, destaca o diretor.

Vilmar também pontua que a autorização, por meio da Secretaria de Estado de Educação, para a criação do curso profissionalizante tem um impacto importante na vida dos estudantes.

“Ao garantir a profissionalização do curso de música do Cefart, estamos alcançando mais um objetivo e assegurando que nossos estudantes concluam o estudo artístico e tenham um diploma. A Escola de Música passa a ser reconhecida tanto pela qualidade do seu ensino quanto pela sua profissionalização”, comemora Vimar de Souza.

Multiplicidade musical

Resultado de uma política pública para cultura e educação e um esforço contínuo do Governo de Minas Gerais e da FCS, a profissionalização do curso de Música também significa diversidade no ensino.

Além da oferta de aulas para instrumentos tradicionais, como violino, viola, flauta e outros naipes, a partir de agora, a Escola de Música vai oferecer formação em outros não tão convencionais. Os cursos de Piano e Bateria, por exemplo, são novidades na grade curricular. A FCS vai disponibilizar, inicialmente, dez vagas em cada área para o próximo ano e, muito mais do que uma ampliação, ressignifica o papel da própria escola.

Nem sempre o aluno procura o Cefart para aprender somente técnicas eruditas, alguns candidatos buscam formação ou aprendizado em instrumentos mais populares, algo que a Centro de Formação não disponibilizava com tanta frequência.

Segundo o coordenador do curso de Música, Tomaz Mota, um maior número de estudantes possibilita uma escola cada vez mais diversa.

“O aumento das vagas é uma iniciativa muito importante. São mais alunos tendo acesso a um ensino artístico gratuito e de excelência e uma escola se diversificando ao abrigar estudantes com diferentes repertórios. Por isso, a necessidade de ampliar nossa oferta de instrumentos, inserindo a Bateria como novidade para o ano letivo de 2019”, comenta o coordenador.

O curso de Violão também foi ampliado, passando de uma vaga em 2018 para 20 em 2019.

Acesso à arte

Com um total de 230 alunos, a Escola de Música do Cefart já começa 2019 com um aumento significativo do seu corpo discente. Com a criação das novas vagas para os cursos básico e profissionalizante, são aguardados mais de 600 estudantes circulando pelos corredores do Palácio das Artes entre uma aula e outra.

Para o professor Pacífico Júnior, que leciona Trompete desde 2015, essa é uma iniciativa que amplia o acesso à arte de forma democrática.

“É bom para o professor, para a instituição, é bom para todo mundo. Essa troca é muito interessante. Ao longo dos anos, o curso sempre foi extremamente concorrido e, agora, a relação de vagas e candidatos vai aumentar. Isso quer dizer que mais pessoas podem concorrer, mais alunos podem estudar aqui com a gente”, diz  o professor. “Tudo isso deixa o ensino da música, e do Cefart como um todo, muito mais plural. Espero que minhas aulas fiquem mais cheias já no ano que vem”, pontua o professor que, atualmente, tem 12 alunos”.

Clarisse Maria, de 19 anos, é aluna de Violão desde 2014. A estudante ingressou no Cefart ainda criança, como integrante do Coral Infantojuvenil. De lá para cá, entre uma aula e outra e muito aprendizado, a estudante compartilha do mesmo pensamento do professor Pacífico.

“Só de ter o nome do Cefart no nosso currículo já é bacana demais. A ideia do curso técnico é interessante. Eu gosto muito das aulas de violão aqui e espero que outros alunos possam desfrutar do curso, que é muito bom”.

Serviço:

Processo Seletivo Cefart 2019 – Música

Inscrições: até 4 de dezembro de 2018

Horário: de 9h às 12h e 14h às 18h

Local: Secretaria do Cefart/ Palácio das Artes

Endereço: Av. Afonso Pena, 1.537 – Centro

Valor da inscrição: R$ 55,00

Informações para o público: (31) 3236-7400

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here