Jornalista lança livro sobre craque do interior que disse não ao futebol

Chico Duro e Pelé (Foto: Divulgação)

Mamara no peito até os cinco anos. Seria este um dos segredos do assombroso talento? Era tão craque e goleador que tinha a alcunha de Pelé do Vale do Rio Doce. Integrou a Máquina Vermelha do Ilusão Esporte Clube, o mítico Clube Atlético Pastoril e o “Time do Olé” – do Democrata. Mas, disse não ao Cruzeiro, Atlético, Bahia e ao futebol italiano. Preferiu Yolanda.

Em cada canto do interior deste Brasil houve um craque “tipo Pelé” que não aconteceu por um acaso qualquer. Chico Duro foi um deles. O exagero, claro, faz parte da lenda – em que pese a fervorosa defesa de minguadas testemunhas.

“Era melhor que Pelé”, exagera Vicente, um ex-parceiro de Ilusão e Democrata. “Jogava como o Ronaldo (Fenômeno)”, assegura Dorcelino, um humilde pintor de paredes que não perdia um jogo sequer do Time do Olé.

“Chico Duro, o craque” traz a história de um homem comum do interior, nacionalmente anônimo, mas um personagem folclórico e popular em Governador Valadares (MG), cuja trajetória é marcada por personalidades como Getúlio Vargas, JK, Garrincha, Pelé, Dalva de Oliveira , Agnaldo Timóteo, Elis Regina, entre outras.

“É obvio que estamos tratando do lado mais lúdico e folclórico do futebol. O Chico Duro foi um craque, sim, mas sobretudo é uma espécie de Forrest Gump, um grande contador de histórias”, afirma o autor do livro, Marcelo Machado.

Chico Duro foi centroavante talentoso, típico camisa 9. Magro, arisco e com um drible longo, era um exímio cabeceador e preciso na finalização. Impossível saber se era destro ou canhoto. O chute saía com potência e acuidade tanto com a direita quanto com a esquerda. Ele fez história nos clubes locais de Valadares, mas disse não ao futebol porque queria viver um grande amor.

Redentor

O lançamento em Belo Horizonte será no dia 7 de agosto (terça-feira), no Redentor, conforme convite anexo. As primeiras ações de pré-lançamento e lançamento foram em Governador Valadares, nos dias 19, 20 e 22 de julho, e contaram com a presença do prefeito André Merlo e do cantor Agnaldo Timóteo.Sobre o livro

Editora: Ramalhete, de Belo Horizonte
Páginas: 226
Preço: R$ 40Sobre o autor

Natural de Governador Valadares e radicado em Belo Horizonte, Marcelo Machado é jornalista formado pela PUC de Campinas (SP), com especialização em Comunicação Empresarial pelo UNI-BH e Marketing Político pela UFMG. Trabalhou em veículos como LANCE!, Globoesporte.com, O Tempo, A TARDE (BA), DRD, Hoje em Dia, Alvorada FM e Rede Minas. É pai de Hannah, Arthur e Pedro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here