Obras promovem mais conforto e segurança nas escolas da regional Norte

Ampliação do atendimento e incremento na qualidade do ensino ofertado estão entre os resultados constatados com as intervenções realizadas pelo Plano de Obras da Educação na regional Norte. A região conta com 20 Escolas Municipais de Ensino Fundamental, 20 de Educação Infantil e 19 creches conveniadas. Esses equipamentos, em que estão matriculados 20.640 estudantes de todas as idades, recebem investimentos de cerca de R$ 9 milhões em obras de requalificação.

Intervenções que colaboram para viabilizar a oferta de mais vagas e ao mesmo tempo assegurar que a qualidade da educação se mantenha elevada, salienta a diretora regional de Educação Norte, Andrea Caroline Correia Silva. “Na construção de uma política pública é importante o olhar humano e a ação significativa para modificar a realidade. Esse plano de obras tem trazido muitos benefícios, principalmente para o atendimento das nossas crianças na educação infantil. Isso é percebido no cuidado com o espaço e na ampliação de forma adequada, otimizando espaços, minimizando os custos com novas construções e sempre pensando na qualidade do atendimento”, avalia.

Demanda da comunidade

O projeto em andamento na creche Santa Terezinha, no bairro Jaqueline, outra unidade beneficiada com as intervenções, inclui mudanças significativas que possibilitam readequar o ambiente e ampliar o atendimento. A cozinha mudou de local, dando espaço para criação de um salão multimídia, que permitirá a realização de variadas atividades com e para as crianças.

Mais uma sala será construída, ampliando o atendimento para crianças de um e dois anos e, para atender a faixa etária de um ano, dois banheiros foram adaptados. Serão trocadas as janelas e revitalizado o telhado, além de revisada toda a parte elétrica e hidráulica, entre outras ações.

Para a tesoureira voluntária da instituição, Virgínia Helena Carvalho de Castro, um ponto importante da reforma é a implantação de um reservatório de cinco mil litros, que vai garantir que a creche não sofra mais com a falta de água. “Estamos em uma região em que a falta de água é constante e muitas vezes temos que interromper o atendimento por isso. Esse reservatório vai acabar com esse problema”, afirma.

Virgínia conta que a Creche Santa Terezinha é uma instituição sem fins lucrativos, conveniada à Prefeitura, e com gestores voluntários. Ela lembra que a obra foi também escolhida no Orçamento Participativo e reflete um desejo da comunidade.

“Essa obra foi uma demanda apresentada no Orçamento Participativo e, quando a Prefeitura tomou a iniciativa de investir nas creches, veio a possibilidade de concretizar esse projeto, que é uma conquista da comunidade. São 32 anos de funcionamento e hoje atendemos os netos dos nossos primeiros alunos, o que faz dessa instituição referência e orgulho para a região. Então,  investir na rede física, revitalizar esse espaço,  que é parte da história da comunidade, é uma ação muito positiva da Prefeitura e estamos todos muito felizes”, considera.

Bem-estar, segurança e participação

A comunidade do bairro Novo Aarão Reis também tem motivos para comemorar. A Escola Municipal Herbert José de Souza foi uma das atendidas no Plano de Obras da Educação. A instituição atende da Educação Infantil ao 9º ano do Ensino Fundamental e oferta também a Educação de Jovens e Adultos. São 1.124 alunos matriculados e, para os do Ensino Fundamental, com idade entre 6 e 14 anos, há a opção de participação no Programa Escola Integrada. No programa, o tempo de atendimento é ampliado para nove horas diárias e são oferecidas atividades que complementam as disciplinas curriculares.

Nessa escola, foram realizadas reformas no muro, na fachada, na quadra, no telhado do vestiário e no auditório, que ganhou baia pra os cadeirantes. Uma das obras foi escolhida no Orçamento Participativo da Criança e do Adolescente (OPCA), que definiu como prioridade as adequações nos banheiros, com troca e instalação de duchas higiênicas, trocadores e barras de apoio e segurança nos banheiros para garantir a acessibilidade.

A diretora da instituição, Iolane Vieira Albino, ressalta a importância de envolver os estudantes nesse processo. “Ter a oportunidade de levar para os alunos a escolha de uma das obras elencadas foi muito bacana. Essa participação das crianças é importantíssima e imprescindível, um exercício da cidadania”, define.

As intervenções realizadas na Herbert José de Souza totalizaram o valor de R$ 122.518,79. A melhoria no ambiente físico da escola impacta na qualidade do atendimento e contribui para o bem-estar, segurança e conforto de todos, além de estimular ensino e a aprendizagem, conforme afirma Monique Sueli Pereira, mãe do aluno Bruno Enzo. “Essas obras trouxeram segurança, conforto e estabilidade para nossas crianças. Uma escola bonita e agradável é muito importante para o aprendizado”, considera.

A diretora da instituição destaca que toda a comunidade foi beneficiada com as obras realizadas. “Vale ressaltar que a escola atende a comunidade aos sábados e domingos e também no horário noturno durante toda a semana. Essas revitalizações contribuíram muito para que a comunidade como um todo fosse bem atendida, tanto para os estudantes, professores e profissionais que aqui atuam, como para os que participam das atividades voltadas para o público externo. Sem dúvida, isso reflete no processo de aprendizagem e na melhoria do clima escolar”, assinala a diretora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here