Operações da Guarda Municipal já apresentam resultados

Operação Viagem Segura: 1.879 pessoas suspeitas abordadas (Foto: PBH)

Oferecer à população de Belo Horizonte uma cidade segura, onde seja possível transitar pelas ruas com tranquilidade, com a sensação de que estar em um ambiente onde as leis e as regras de utilização do espaço público são respeitadas. Este é foco dos esforços da Guarda Municipal de Belo Horizonte (GMBH) que, com seu efetivo de 1.988 homens e 71mulheres, parece se multiplicar pela cidade. A Guarda Municipal realiza operações preventivas contra a criminalidade e de preservação da ordem pública que já fazem parte do dia a dia da capital.

As operações Viagem Segura, Sentinela e Flanelinha, que desde 2017 são vistas nas ruas, já apresentam balanços parciais referentes a 2018 que destacam a importância do papel dos agentes da GMBH para a cidade. Os resultados de apreensões de drogas e de armas, de abordagens a pessoas suspeitas, de prisões e de registros de ocorrências evidenciam a dedicação e esforço do efetivo. Os números significativos se referem apenas ao período de 1º de janeiro a 12 de maio e não incluem os resultados das demais autuações rotineiras feitas pelos agentes durante o patrulhamento da capital.

Estação Segura

A presença dos guardas municipais em ônibus que circulam pelos corredores e que concentravam índices mais elevados de furtos e roubos, que caracteriza a Operação Viagem Segura, este ano ganhou uma nova versão denominada Programa Estação Segura, já em funcionamento nas estações de integração São Gabriel e Pampulha. A novidade consiste em unidades de monitoramento da ordem pública nas quais os guardas atuam na organização do espaço, evitam a ação de vendedores clandestinos, agem de forma preventiva para evitar a prática de roubos e furtos contra usuários do transporte público e até conseguem inibir a evasão de passageiros sem pagar passagem. A proposta é estender o Programa Estação Segura também para as estações Venda Nova, Vilarinho, Diamante e Barreiro até dezembro.

O balanço parcial de 2018 da Operação Viagem Segura, com as abordagens feitas pelos guardas municipais nas linhas de ônibus que transitam pelo corredor das avenidas Antônio Carlos e Nossa Senhora do Carmo, mostra que houve 6.591 viagens em ônibus municipais e outras 614 em ônibus metropolitanos realizadas pela GMBH no período. Tais embarques, por sua vez, resultaram em 1.879 pessoas suspeitas abordadas, 36 veículos de passeio interceptados para averiguações e 10 pessoas presas. Dois veículos clonados, seis celulares de procedência duvidosa e quatro armas brancas foram apreendidos, além de 12 porções de maconha, quatro pedras de crack e 13 pinos de cocaína. Já o Programa Estação Segura resultou em 623 viagens em ônibus municipais acompanhadas por guardas municipais durante as ações, 513 pessoas suspeitas foram averiguadas.

Operação Sentinela

Por meio da Operação Sentinela, os guardas municipais praticam o patrulhamento de proximidade, circulando entre as pessoas, prestando informações, evitando vandalismo e coibindo furtos e roubos a transeuntes no hipercentro. As praças Sete, da Rodoviária e da Estação são os pontos principais de atenção e só de janeiro até agora foram abordadas 2.336 pessoas suspeitas. Entre as atividades merecem destaque 1.066 visitas realizadas a comerciantes; 3.344 repasses de orientações e dicas de autoproteção; 115 veículos interceptados, 95 ocorrências registradas e 48 pessoas presas. As apreensões de drogas somam 91 porções de maconha, 12 pedras de crack, sete comprimidos de Ecstasy e 360 pontos de LSD. Cinco facas e um canivete completam a lista de materiais apreendidos.

Para evitar extorsões a motoristas, a Operação Flanelinha atuou em 21 jogos de futebol este ano e realizou 433 abordagens a suspeitos, culminando no registro de oito ocorrências policiais, com duas pessoas presas e três buchas de maconha apreendidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here