Terceira edição da Slow Week debate moda e sustentabilidade

A Fundação Municipal de Cultura promove até o dia 2 de setembro no Museu da Moda de Belo Horizonte (MUMO), a terceira edição da “Slow Week – Moda, Ética e Sustentabilidade”. O evento traz programação extensa de atividades com o objetivo de debater e impulsionar propostas sustentáveis para solucionar e transformar nosso atual cenário sócio-econômico-cultural, promovendo o bem-estar pessoal dentro da perspectiva do consumo consciente.

Visitas guiadas, desfiles, palestras, ações sociais, oficinas e debates serão apresentados como oportunidade para discutir assuntos relevantes, como reciclagem e reuso de materiais, slow fashion, projetos socioculturais sustentáveis, inclusão social, mão de obra escrava, customização de roupas, escambo, resíduos têxteis, e outros temas relacionados.

Entre os destaques da 3ª Slow Week estão atividades que possibilitam visualizar os conceitos de ética e sustentabilidade aplicados na prática, como desfile de marcas MCM (Moda Contemporânea Mineira) e o desfile performático de marcas slow, seguido de debate com os estilistas, que trazem o produto final para a centralidade da discussão.

Da mesma forma, a exposição Gari Fashion – Coleção Pecados Intrínsecos, que terá visitas mediadas e um bate-papo com os garis estilistas organizadores. Eles expõem seus 16 looks inspirados na relação entre a moda e o futuro, sob a ótica dos comportamentos humanos primitivos associados aos “sete pecados capitais”. Além dos desfiles, haverá uma oficina que trabalhará com o público a multiplicação de looks de forma consciente.

Também se destacam as palestras e debates sobre temas diversos, entre eles as novas formas de criar produtos de design sustentável, os desafios da Moda Slow e os pequenos produtores de Belo Horizonte, a relação entre Jornalismo, Moda e Diversidade, um painel sobre os distúrbios alimentares e psicológicos causados pela publicidade, o futuro da indústria da moda e implicações jurídicas, entre outros. A 3ª Slow Week terá ainda uma palestra sobre o Selo BH: Capital da Moda, que abre novas perspectivas e possibilidades para a moda mineira.

De acordo com a gestora do Museu da Moda, Marta Guerra, é importante perceber o processo de ressignificação da moda já inserido no conceito de todos os que participam do “Slow Week”. “É uma oportunidade de conhecer novas tecnologias e soluções para uma moda sustentável e ética. O “Slow Week” exerce seu real papel de estimular novas perspectivas aos novos profissionais e, consequentemente, influenciadores no processo de produção da moda, gerando respostas e pesquisas de inovação que impactam diretamente no comportamento sustentável que o mundo como contemporâneo exige e espera”, salienta Marta.

Movimento Slow

O Movimento Slow surgiu em 1986, com a criação do slow food, trazendo uma reflexão em oposição ao fast food e a americanização da Europa, ou seja, a favor da desaceleração diária e contra o costume de se fazer muitas coisas ao mesmo tempo, com pressa e, às vezes, inconscientemente. O Movimento ampliou seu conceito para as demais áreas, como o slow fashion, slow cities, slow travel, slow art.

Com a intenção de combater o consumo excessivo e a ansiedade de descartar coisas apenas por pressa de substituí-las por outras (bens materiais, atividades, relacionamentos), a falta de tempo para pensar, refletir e sentir, o Slow propõe uma reflexão coletiva e global em relação às consequências do consumo, soluções sustentáveis e o meio ambiente. Uma forma de repensar nosso cotidiano e ações, para nos proporcionar maior bem-estar, consciência e um futuro melhor para as próximas gerações.

Programação

 

29 de agosto – Quarta-feira
  • 16h: Palestra “Por um tempo slow na consultoria de imagem” – com Luiza Oliveira
  • 16h30: Visita mediada à exposição “Gari Fashion – Coleção Pecados Intrínsecos”
  • 17h: Mesa de Debates: Jornalismo, Moda e Diversidade – Mediadora: Valéria Said: Jornalista, articulista, professora de Ética e pesquisadora de Moda. Convidados: Gil Sotero, Márcia Maria Cruz e Sandra Costa. Local: Teatro de Bolso.
  • 18h: Painel “Distúrbios alimentares e psicológicos causados pela publicidade em revistas de Moda e a interferência jurídica através de Leis” – com Bárbara Vanoni e Miriam Lima. A análise do ponto de vista da psicanálise da publicidade na moda e os distúrbios alimentares. Leis que regulam o uso de Photoshop e outras medidas de saúde para diminuir as doenças causadas pela “falsa propaganda” no mercado. Convidados: Miriam Lima e Bárbara Vanoni. Local: Teatro de Bolso.
  • 19h: Aula Aberta Especial Slow Week – Tema: Cases de Slow Fashion. Com o professor Aldo Clécius (UNA) e convidados. Local: Teatro de Bolso.
  • 20h: Talk “Gestão de Imagem na Contemporaneidade – Como Consumir de Forma Consciente” – com a consultora de Imagem e psicanalista Miriam Lima. Local: Teatro de Bolso.
30 de agosto – Quinta-feira
  • 14h: Oficina de Multiplicação de Looks e Consumo Consciente, com a professora Maria Adirsila. Atividade especial do Laboratório UNA. Duração: 3 horas. Local: Sala de Oficinas. Faixa etária: a partir de 16 anos. 25 vagas. Inscrições gratuitas através do e-mail mumo.fmc@pbh.gov.br
  • 15h: Palestra “Como será a nova indústria da moda? ” – Com Caio Pimenta e Bruno Rettore. Tema: A proposta dessa palestra é discutir o futuro da indústria da moda e consumo, abordando tópicos de tecnologia, sustentabilidade, emprego, comportamento e planejamento estratégico da marca. Além de levantar questionamentos sobre como se preparar para essa mudança. Local: Teatro de Bolso. Faixa etária: a partir de 16 anos.
  • 16h30: Visita mediada à exposição “Gari Fashion – Coleção Pecados Intrínsecos”
  • 17h: Bate-papo com os garis, organizadores e estilistas da exposição “Gari Fashion – Coleção Pecados Intrínsecos”.  Local: Teatro de Bolso.
  • 18h: Direitos Humanos e Fashion Law sob o ponto de vista do trabalho jornalístico na moda. Trabalho escravo, projetos de Lei e questões políticas e sociais. Convidadas: Luana Otoni, Valéria Said e Bárbara Vanoni – Local: Teatro de Bolso.
  • 19h: Palestra: “# BH Capital da Moda” – com Sandra Maia – Você sabia que Belo Horizonte ganhou o selo de Capital da Moda? E o que muda? Vamos nos encontrar neste novo cenário da moda mineira para falar de moda local, identidade e produção autoral. Vamos falar da gente, do nosso potencial criativo, das nossas criações. É para inspirar e “aglutinar”. Afinal, a moda mineira somos nós! Local: Teatro de Bolso.
  • 20h: Palestra: + Criatividade para seus produtos slow – com Fernanda Gomes (Selletiva) e um convidado especial da indústria criativa. Serão abordados os seguintes temas: A importância na escolha das referências; como desenvolver produtos inovadores; como trabalhar de forma colaborativa; atividade prática. Local: Teatro de Bolso.
31 de agosto – Sexta-feira
  • 14h às 17h: Oficina Ecomaterioteca – Criação de Bustos Sustentáveis – Professoras Lourdes Campos e Denise Frade. Crie seu próprio busto de modelagem por meio de práticas sustentáveis, utilizando técnicas simples para o reaproveitamento de materiais que seriam descartados. Aplicação do conceito 3Rs: Reduzir, Reutilizar e Reciclar. Local: Sala de Oficinas. Faixa etária: a partir de 16 anos. 15 vagas. Inscrições gratuitas através do e-mail mumo.fmc@pbh.gov.br
  • 16h30: Visita mediada à exposição “Gari Fashion – Coleção Pecados Intrínsecos”
  • 18h: A Moda e a relação com a Arte sob o ponto de vista Jurídico. Debates | Apresentação do trabalho de pesquisa “Arte Contemporânea na Moda e a sua aplicação Jurídica no Cenário Mercadológico”. Convidados: Stefano Falcão, Barbara Vanoni e Fernanda Fontes. Local: Teatro de Bolso.
  • 19h30: Desfile performático de marcas sustentáveis e debate com estilistas convidados. Moda Selletiva. Local: Teatro de Bolso.
1 de setembro – Sábado
  • 14h às 18h: Ação de Trocas – Projeto Museu – Mais que trocas de roupas, o objetivo deste projeto é unir pessoas com desejos e gostos semelhantes em momentos de descontração, afinal, a moda não só pode, como deve ser criativa, colaborativa, divertida, interessante e inteligente. A ação se dará através da troca de peças, tais como acessórios, sapatos, óculos, bags entre outros. Cada participante será responsável pelas peças que levar, não havendo restrição quanto à quantidade, tamanho, cor etc. A troca só ocorrerá se ambas as partes tiverem interessadas. A ação será organizada pelo publicitário de diretor criativo de moda Joubert Garcia Cupertino. Local: Espaço do Café do MUMO
  • 14h às 16h30: Oficina de Crochet – O Movimento Moda Contemporânea Mineira convida para esta oficina a estilista Diginane Hiorrana e o estilista Emerson de Paula. Local: Sala de Oficinas. Faixa etária: a partir de 16 anos. 25 vagas. Inscrições gratuitas através do e-mail mumo.fmc@pbh.gov.br
  • 15h: Palestra: “Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e a Indústria da Moda” – com Ana Sudano. Aplicar na indústria da moda os conceitos e diretrizes do acordo global firmado em 2015 entre governos, sociedade civil e corporações mundiais, liderados pela ONU é um grande desafio para toda a cadeia produtiva. Entenda quais são as 17 ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) e como podemos implementá-las. Local: Teatro de Bolso
  • 16h: Talk: “BEFW Brasil Eco Fashion Week, a primeira Semana de Moda Sustentável do país. Desafios e Propósitos” – Com Rafael Morais.
  • 16h30: Visita mediada à exposição “Gari Fashion – Coleção Pecados Intrínsecos”
2 de setembro – Domingo

11h: Visita mediada à exposição “Gari Fashion – Coleção Pecados Intrínsecos”


3ª Slow Week – Moda, ética e sustentabilidade

De 28 de agosto a 2 de setembro – Museu da Moda de Belo Horizonte (Rua da Bahia, 1.149, Centro). Informações para o público: (31) 3277-9248 / 3277-4384

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here